Sobre as listas de listas na web

05/07/2014 08:45

Gustavo Henrique de Araújo Freire*

Isa Maria Freire**

 

As listas acompanham a humanidade desde o início do registro do conhecimento humano. Se no início fazíamos listas acerca da produção agrária e contagem doa animais, hoje vivemos o que Humberto Eco, dando título a um de seus livros, chamou de “A vertigem das listas”1.

As listas parecem fazer parte de uma necessidade humana de organizar as informações reestruturando o mundo ao seu redor. Tanto que, ao se deparar com um espaço informacional para organizar, seja uma biblioteca, arquivo ou museu, a primeira tarefa de um profissional da informação é fazer um inventário, uma lista de todos os objetos informacionais que fazem parte daquele contexto. Assim, no campo da informação as listas assumem um papel de grande relevância já que podem ser consideradas as precursoras dos catálogos das bibliotecas. Começamos com listas em suporte de argila e escrita cuneiforme, com temáticas voltadas para o registro de informações contábeis, e hoje estamos envoltos em listas de sites, de autores, de livros, de artigos nos sumários das revistas científicas e de artigos reunidos numa bibliografia.

No universo informacional, esses materiais podem ser vistos como publicações secundárias, como esclarece Pinheiro (2006, p.3), das quais “Fazem parte [...] as bibliografias, os dicionários e enciclopédias, os manuais, as publicações ou periódicos de indexação e resumos, artigos de revisão, catálogos etc”2. São fontes de informação valiosas e atualmente disponíveis na web. No presente texto, vamos listar algumas dessas listas de listas na área de Ciência da Informação, no Brasil.

Podemos começar lembrando as revistas reunidas no catálogo de um Portal de Periódicos: “Nas suas trilhas eletrônicas os pesquisadores podem buscar a informação de que necessitam para o desenvolvimento de suas pesquisas” (FREIRE; FREIRE, 2013, p.10)3. Considerando apenas as universidades com Programas de Pós-Graduação em Ciência da Informação no Brasil, identificamos, em nossa busca, 15 portais de acesso a periódicos científicos, a maioria utilizando a plataforma tecnológica do Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas customizado pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia. Constituem, pois, valiosas fontes de informação científica.

Outros exemplos de listas na web são os portais de produtos e serviços de informação, como o Portal da Superintendência de Documentação da Universidade Federal Fluminense4. Suas seções, representadas em cinco abas, são listas per se, uma delas dedicada aos profissionais da informação, oferecendo acesso a listas temáticas contendo novas listas. Em Gestão da informação, p.ex., novas listas são organizadas em categorias relacionadas à temática: Normas técnicas, Vocabulário controlado e Legislação. Em Publicações, são listados 25 periódicos científicos da área de Ciência da Informação, com respectivos endereços eletrônicos. Outro exemplo é o Portal do Laboratório de Tecnologias Intelectuais – LTi5 da Universidade Federal da Paraíba, que oferece várias listas dentro de sua lista de serviços e produtos de informação: Revistas brasileiras em estrangeiras, Cursos de graduação e pós-graduação, Links de interesse. E demais listas específicas, como Ações de informação, Tutoriais em competências em informação, Ensino médio, Vídeos e Portal de Conferências. Constituindo um conjunto de recursos de interesse para profissionais da informação, essas listas de listas representam janelas de acesso à informação científica compartilhadas na comunidade virtual.

E para encerrar nossa breve incursão pelo território das listas virtuais, visitamos a Base de Dados Referencial de Artigos de Periódicos da Universidade Federal do Paraná (Brapci), que “atualmente disponibiliza referências e resumos de 8.303 textos publicados em 37 periódicos nacionais impressos e eletrônicos da área de CI. Dos periódicos disponíveis 28 estão ativos e 9 [são] históricos (descontinuados)”6. Uma busca utilizando o termo , p.ex., que representa um tipo de lista comum nas áreas de Ciência da Informação e Biblioteconomia, p.ex., recuperou 160 artigos no período de 1972 a 2014; usando , outro termo comum na área, recuperamos 139 artigos no mesmo período. Ademais das listagem de artigos recuperados por termos, a Brapci oferece listas organizadas por temas de interesse para profissionais da informação: Produção científica, Relatório de citações de revista (modelo Scielo), DiR-IS - Diretório de pesquisadores e outras.

Considerando a multiplicidade de fontes na web, necessariamente nossa lista, como o livro de Eco, será concluída com um et cetera ― e também com um convite aos leitores para constituírem suas próprias listas de listas, de acordo com seus interesses e necessidades de informação. Bom proveito!

 

Nota: Editorial publicado na revista Informação&Sociedade: Estudos, v.24, n.1, 2014. Disponível em: http://www.ies.ufpb.br/ojs2/index.php/ies/issue/current

 

* Editor Científico da revista Informação&Sociedade: Estudos

** * Editora Científica da revista Informação&Sociedade: Estudos

 

Referências

1 ECO, U. A vertigem das listas. Rio de Janeiro: Record, 2010.

2 PINHEIRO, L. V. R. Fontes ou recursos de informação: categorias e evolução conceitual. PBCIB, v. 1, n. 1, 2006.

3 FREIRE, G. H. A.; FREIRE, I.M. Sobre os Portais de Periódicos na web. Inf. & Soc.: Est., v. 23, n. 1, 2013.

4 Disponível em http://www.ndc.uff.br/.

5 Disponível em http://dci.ccsa.ufpb.br/lti

6 Disponível em http://www.brapci.ufpr.br/ic.php?dd99=about.